Tamanho do texto

PM monta barreiras de bloqueio e reforça efetivo no entorno da residência, por onde só circulavam moradores com RG; decisão foi das Forças Armadas e da segurança presidencial

Estadão Conteúdo

Michel Temer teve a segurança reforçada em torno de sua casa em São Paulo
Arquivo/Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Michel Temer teve a segurança reforçada em torno de sua casa em São Paulo

A segurança do presidente em exercício, Michel Temer, fechou todas as vias de acesso à rua onde ele mora, no bairro Alto Pinheiros, em São Paulo, neste domingo (22). Segundo soldados da PM, o local foi transformado em "área de segurança presidencial".

A Polícia Militar montou barreiras de bloqueio e reforçou o efetivo na altura da Praça Vila Lobos. Os moradores só podem entrar se apresentarem o número do R.G.

Protestos em São Paulo

Nesta tarde, manifestantes contrários ao governo interino estão reunidos no Largo da Batata, zona oeste da capital. O ato conta com integrantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) e pretende seguir em marcha até a casa de Temer. 

"Acho curioso invocarem a segurança nacional para barrar os manifestantes. Fazia tempo que isso não acontecia", disse Guilherme Boulos, líder do MTST e um dos coordenadores da frente Povo Sem Medo.

Segundo o líder, um dos motivos do protesto foi a decisão do governo interino de suspender novas contratações do programa Minha Casa, Minha Vida.

Manifestantes de reúnem no Largo da Batata e planejam caminhada até a casa de Michel Temer
MAURICIO CAMARGO/ELEVEN/ESTADÃO CONTEÚDO - 22.05.16
Manifestantes de reúnem no Largo da Batata e planejam caminhada até a casa de Michel Temer


Temer em Brasília

Para evitar qualquer confusão, Michel Temer deixou a casa em São Paulo e voltou para Brasília por volta de 14h deste domingo. 

No dia 21 de abril, o presidente em exercício enfrentou uma manifestação em frente a sua residência, quando um grupo de 60 manifestantes pegou a segurança de surpresa.

Na ocasião, poucos agentes estavam no local quando chegou um ônibus com os ativistas, por volta de 7h. Após o evento, Temer voltou para Brasília e houve um reforço da segurança, que colocou barreiras de contenção em frente a casa. 

Leia mais: Manifestantes fazem protesto contra governo Temer no Rio de Janeiro

Protestos na Virada Cultural

Público de show da Virada Cultural fez protestos contra o governo de Temer, em São Paulo
MONICA SILVEIRA/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 21.05.16
Público de show da Virada Cultural fez protestos contra o governo de Temer, em São Paulo

São Paulo tem uma maratona de show da Virada Cultural, e algumas apresentações tiveram manifestações contra o governo de Temer. Público levou faixas e cartazes com os dizeres "Fora Temer". 

Protesto também tomou o palco. Na madrugada, integrantes da banda "Bixiga 70" se apresentaram com camisetas com frases contra o presidente interino e exibiram no telão a frase "Vai ter luta". 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.