Tamanho do texto

Pedido foi feito na terça-feira, mas expectativa é que Temer mantenha decisão; senadores convocam ministro para depor

Estadão Conteúdo

O ex-presidente José Sarney é escritor de vários livros e membro da Academia Brasileira de Letras
Agência Senado
O ex-presidente José Sarney é escritor de vários livros e membro da Academia Brasileira de Letras


Autor do decreto que criou o Ministério da Cultura (MinC) em março de 1985, o ex-presidente José Sarney (PMDB) cobrou do presidente em exercício, Michel Temer, a volta da pasta, extinta na posse do governo interino, na última quinta-feira (12).

O pedido foi feito em encontro nesta terça-feira (17), mas, segundo a reportagem apurou, a tendência é que Temer mantenha a decisão de encerrar as atividades do MinC, que teve suas funções transferidas para o Ministério da Educação (MEC).

A extinção do Ministério da Cultura, anunciada junto com os integrantes do governo interino no primeiro dia após o afastamento de Dilma Rousseff, provocou fortes reações de artistas, profissionais do setor e congressistas. Em meio à polêmica, integrantes da Comissão de Educação do Senado aprovaram requerimentos de autoria dos parlamentares Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Telmário Motta (PDT-RR) que determinam a convocação do ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), para prestar esclarecimentos.

O vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC), também comunicou que vai propor que a Casa realize uma sessão temática, com a presença de artistas e intelectuais, para discutir a importância do Ministério da Cultura na estrutura de um governo.

Sarney presidiu o Brasil entre 1985 e 1990, após a morte de Tancredo Neves. Ele é autor de livros e também o membro mais antigo da Academia Brasileira de Letras (ABL), tendo sido eleito para a cadeira em 1980.

Um dos seus filhos, o deputado federal licenciado Sarney Filho (PV-MA) reassumiu o Ministério do Meio Ambiente, pasta que ocupou durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, com a chegada interina de Temer ao poder.

Veja quem são os ministros do governo interino de Michel Temer: