Tamanho do texto

Humberto Costa afirmou que aumento no Bolsa Família foi estudado e reajuste estava previsto para ocorrer desde 2015

Moreira Mariz/ Agência Senado - 22.03.16
"Se o eventual governo quiser tirar o aumento, é questão deles", afirmou o líder do PT no Senado

O líder do governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE), rebateu nesta sexta-feira (6) o presidente do PMDB, senador Romero Jucá (PMDB-RR), que afirmou que a presidente Dilma Rousseff "pedalou" na concessão do reajuste do Bolsa Família publicado nesta sexta-feira (6) em decreto no Diário Oficial da União.

Segundo o petista, o Executivo estudou antes de tomar essa decisão, que estava prevista para ocorrer desde o ano passado. Ele lembrou que o ex-ministro da Fazenda Joaquim Levy era contra qualquer tipo de ampliação de despesas - e o PT vinha se colocando favorável à mudança.

"Se o eventual futuro governo quiser tirar (o aumento), é questão deles", disse Humberto Costa. "Enquanto nós formos governo, e se continuarmos a ser, vamos garantir que os recursos sejam aplicados nesta proposta", afirmou.