Tamanho do texto

Apesar do mau tempo, grupo se reuniu no calçadão da praia de Copacabana para pedir a saída do presidente da Câmara

Mulher participa de protesto contra Eduardo Cunha na tarde de sábado (30), no Rio de Janeiro
AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO - 30.04.16
Mulher participa de protesto contra Eduardo Cunha na tarde de sábado (30), no Rio de Janeiro

Um pequeno grupo de manifestantes se reuniu na tarde deste sábado (30) no calçadão da praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, para pedir a queda do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB).

Apesar da chuva, eles simularam uma votação popular para a abertura do impeachment na Câmara dos Deputados contra a presidente Dilma Rousseff, mas nesse caso justificando seu voto a favor da cassação do parlamentar.

Localizados na orla do Posto 5, os manifestantes levaram faixas com os dizeres "Fora Cunha" e "Cunha:achacador do Brasil".

Na convocação para o evento, que se diz apartidário, os organizadores destacavam que o deputado é réu em processos por crimes financeiros no Supremo Tribunal Federal (STF), foi citado em delações e está sob investigação em várias frentes, além de ter contas secretas no exterior. "Uma pessoa nessas condições jamais deveria presidir a câmara de deputados. O cargo é muito sério para ser tocado por alguém assim", dizia a página do evento "Fora Cunha!!!".

Relembre em fotos a votação do processo de impeachment de Dilma na Câmara:


    Leia tudo sobre: Eduardo Cunha