Tamanho do texto

Inquéritos envolvendo parlamentares foram abertos em março pelo STF com base nas delações premiadas do doleiro Alberto Youssef e do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa

Teori Zavascki também autorizou as diligências solicitadas pela Procuradoria-Geral da República
Dorivan Marino/STF - 26.2.15
Teori Zavascki também autorizou as diligências solicitadas pela Procuradoria-Geral da República

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), deferiu nesta segunda-feira (29) a prorrogação, por mais 60 dias, dos inquéritos da Polícia Federal (PF) para investigar parlamentares citados na Operação Lava Jato.

Ao todo são investigados 35 parlamentares. O ministro também autorizou as diligências solicitadas pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Leia mais:

Janot classifica corrupção investigada pela Lava Jato como "enorme e descomunal"

"Eu não respeito delator", diz Dilma

Os inquéritos envolvendo parlamentares foram abertos em março pelo Supremo com base nas delações premiadas do doleiro Alberto Youssef e do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, principais delatores do esquema de desvios na estatal.

Veja também: Saiba quem são os políticos que estão na lista da Lava Jato


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.