policial militar bate em gestante
reprodução / Twitter
Pessoas filmaram o momento em que o policial militar agrediu a gestante no interior de São Paulo

O policial militar flagrado agredindo uma grávida na tarde desta terça-feira (4), no interior de São Paulo, foi afastado do cargo por desvio de conduta. O oficial, que não teve o nome divulgado, rendeu a grávida e a imobilizou no chão, pressionando a barriga da gestante com o joelho. O caso aconteceu em São José do Rio Preto, a cerca de 490 quilômetros da capital paulista. 

Leia mais: PM agride grávida de 5 meses por filmar abordagem no interior de São Paulo; veja

Nas imagens que circularam nas redes sociais também é possível ver o militar agredindo o rosto da gestante coo resposta aos pedidos para que ela fosse solta. Pessoas que estavam no local tentaram intervir, mas o policial insistia nas agressões. A gestante, que está grávida de 5 meses, chegou a ser sufocada pelo PM .

A mulher teria sido agredida porque o PM desconfiou que ela estivesse filmando uma abordagem a um suspeito de tráfico de drogas. O ato de filmar uma abordagem policial, contudo, não infringe nenhuma lei.

Confira a nota da Polícia Militar na íntegra sobre o caso: 

O comando do 17° Batalhão da Polícia Militar do Interior determinou o imediato afastamento do policial flagrado em desvio de conduta em abordagem a uma mulher grávida que resistiu à prisão durante uma ocorrência de tráfico de drogas nesta terça (4/2) em São José do Rio Preto. A PM já instaurou um inquérito policial militar (IPM) para apurar o ocorrido. A mulher foi encaminhada para exames médicos em uma unidade de saúde local.

    Veja Também

      Mostrar mais