Entre os crimes cometidos pelo grupo está uma chacina
Creative Commons
Entre os crimes cometidos pelo grupo está uma chacina

A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) e o Ministério Público estadual (MPRJ) fazem, desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira (20), uma operação contra uma milícia que age em Maricá, na Região Metropolitana do estado. São 39 mandados de busca e apreensão, que estão sendo cumpridos em endereços ligados aos suspeitos. Dentre os alvos estão um policial civil e cinco PMs.

O grupo paramilitar é investigado por uma chacina de cinco jovens em um condomínio de Maricá, no dia 25 de março do ano passado, e pelos assassinatos dos jornalistas Robson Giordano, no último dia 25 de maio, e Romário da Silva Barros, em 18 de junho, além das mortes do vereador Ismael Breve e do filho dele, Thiago Marins, no dia 22 de agosto. Todos os crimes aconteceram em Maricá.

Leia também: Pré-candidato à prefeitura de Maricá é assassinado a tiros na porta de casa

De acordo com as investigações, parte da quadrilha participou diretamente da execução dos jovens como das outras mortes. O grupo é investigado pelos crimes de homicídio e organização criminosa.

As corregedorias da Polícia Civil e da Polícia Militar também participam da ação. A maioria dos mandados é cumprida em Maricá, mas a ação se estende ainda pela capital, São Gonçalo e Baixada Fluminense.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários