Tamanho do texto

William de Farias, de 25 anos, era policial em Alagoas e foi morto por um soldado da PM pernambucana. Atirador se entregou voluntariamente

policial confundido com bandido arrow-options
REPRODUÇÃO/G1
William de Farias, de 25 anos, era policial militar em Alagoas e foi morto por um soldado da PM pernambucana.

O policial militar de Alagoas,  William da Silva de Farias, de 25 anos, foi morto a tiros após ter sido confundido com um assaltante. O caso aconteceu em Caruaru, localizado no agreste de Pernambuco, quando o PM estava a caminho de Campina Grande, na Paraíba, dentro de um carro de transporte alternativo. 

Um soldado da Polícia Militar de Caruaru, morador de Campina Grande, teria efetuado os disparos, segundo apurações do Batalhão Integrado Especializado de Policiamento (Biesp). Ao Biespe, o soldado contou que William apresentava atitude desconfiada, 'observando tudo em sua volta', além de vestir um casaco de frio em um dia de alta temperatura.

Leia mais: Julgamento de PM que torturou e manteve companheira em cárcere privado é marcado

Ao perceber que William estava com uma arma de fogo, o soldado atirou. William conseguiu se identificar como policial logo em seguida ao disparo e que só pegou sua arma para ajeitá-la na cintura.

O caso aconteceu próximo ao Hospital Mestre Vitalino e o policial militar foi levado para a unidade de saúde. O hospital informou, por meio de nota, que o policial chegou a ser encaminhado ao bloco cirúrgico, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. 

Apresentação voluntária

O soldado que realizou o disparo se apresentou de forma voluntária à polícia, além de prestar socorro e acionar o Batalhão Integrado Especializado de Policiamento (Biesp). 

Leia também: Policial é acusado de ter estuprado mulher que conheceu pela internet

A Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) esclareceu que disponibilizou assistência psicológica e de hospedagem à família de William. Um inquérito foi instaurado na polícia militar pernambucana para apurar os fatos, segundo informações do G1. 

O corpo de William da Silva de Farias, de 25 anos, será velado em São Sebastião de Lagoa de Roça, no Agreste paraibano.