O caminhoneiro Haroldo, de 32 anos, está preso.
Polícia Civil/Divulgação
O caminhoneiro Haroldo, de 32 anos, está preso.

O caminhoneiro Haroldo Duarte da Silveira, de 32 anos, está sendo julgado por transmitir, de propósito, o vírus HIV para ao menos cinco mulheres no Mato Grosso.

A Justiça Criminal recebeu a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE). Agora, o processo tramita na 2ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher. 

Leia mais: Janaina Paschoal sobre situação do PSL: "Tanta loucura parece impossível!"

O réu também está sendo indiciado por quatro tentativas de feminicídio. Desde o dia 29 de agosto ele está detido. Os crimes foram comprovados após exames laboratoriais das vítimas e também do acusado, segundo informações apuradas pelo G1.

Você viu?

As mulheres alegaram que durante as relações, Haroldo não usou métodos contraceptivos e também não anunciou ser portador da doença. 

Leia também: Laudo afirma que Raíssa foi estuprada antes de ser morta

A Polícia Civil acusa Haroldo de agir com intenção de cometer o crime. O acusado confessou o crime em depoimento.

Em entrevista ao G1, uma das vítimas disse que por estar junto há um tempo, aceitou ter relação sem preservativo. A mulher, que foi casada com ele durante um tempo, descobriu o vírus durante exames de rotina. Em nenhum momento Haroldo contou a ela que era portador do HIV.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários