Tamanho do texto

Paulo Evangelista, de 28 anos, ainda não foi encontrado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Ele é principal suspeito de matar criança de apenas seis anos

menina sorrindo arrow-options
Reprodução
Mãe da criança conta que suspeitou da demora para tio e filha voltarem para casa e lembrou que ele saiu com calça jeans e sapato para praia.

O principal suspeito da morte da menina Estela, de apenas seis anos, que teve o corpo encontrado dentro de um saco preto no Alto dos Prazeres, área central do Rio de Janeiro, é o tio dela. Ele ainda não foi encontrado pela polícia.

Paulo Evangelista Costa, de 28 anos, disse à irmã, mãe da garota, que levaria Estela à praia, mas não retornou com a garota. O corpo dela foi achado a poucos metros da casa na qual os três moravam.

Leia também: Menina é encontrada morta em saco de lixo após passeio com tio materno

Apesar de informar à irmã que sairia de casa para ir à praia , Paulo saiu de casa vestido de tênis e calça, fato que só veio à mente da mãe da criança, Luciana José Evangelista, depois que ambos saíram de casa.

Agora, a polícia faz buscas pelo rapaz, que tem paradeiro desconhecido. A polícia ainda não divulgou informações sobre a causa da morte da menina . Luciana, que tem 24 anos, perdeu outro filho no mês de julho. Eron tinha apenas dois anos e foi vítima de uma pneumonia.