Tamanho do texto

Dez criminosos se entregaram após negociação e cerco policial é mantido na cidade mineira; sete reféns foram liberados e ao menos 11 fuzis, apreendidos

fuzis
Divulgação/Polícia Militar de Minas Gerais
Fuzis apreendidos junto a quadrilha que atacou agência bancária em Uberaba, Minas Gerais

Dez integrantes da quadrilha que  aterrorizou moradores de Uberaba (MG) com ataque a uma agência bancária na madrugada desta quinta-feira (27) foram presos, após mais de duas horas de negociação com a polícia. 

De acordo com a Polícia Militar, sete reféns que haviam sido rendidos e levados pelos criminosos durante a fuga foram libertados. Os policiais apreenderam onze fuzis e uma metralhadora com a quadrilha e ainda mantêm o cerco policial nas imediações da BR-262, onde os demais criminosos "estão encapsulados", segundo comandante da PM mineira – que enviou reforço de Belo Horizonte para Uberaba .

Leia também: PF prende assessor do ministro do Turismo em caso dos candidatos laranjas do PSL


A ação policial decorre de um ataque armado promovido pela quadrilha por volta das 3h30 desta madrugada a uma agência do Banco do Brasil no município mineiro. Segundo informações da  Polícia Militar , os criminosos, que estavam a bordo de caminhonetes, carros e caminhões, portavam armas de grosso calibre e cercaram as principais ruas do entorno da agência para dificultar a passagem das viaturas.

Lá, realizaram um ataque à agência do Banco do Brasil, na Avenida Leopoldino de Oliveira. Druante a ação, dispararam tiros em diversas direções para intimidar os agentes da força policial que se deslocaram para atender o chamado. Duas pessoas foram baleadas e encaminhadas ao Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM).

Leia também: Bolsonaro gravou vídeo ao lado de assessor preso no caso dos laranjas do PSL

Nas redes sociais, imagens do assalto mostraram a ação dos  bandidos  e o intenso tiroteio , que foi ouvido em diversas regiões da cidade. Além disso, foi possível ver que os criminosos amarraram um corpo em um dos carros de fuga para evitar que a polícia alvejasse o veículo.

A troca de tiros ocorrida durante a ação criminosa provocou a queda de energia elétrica em parte da cidade, deixando cerca de 1.300 residências sem luz nesta manhã, em Uberaba .