Tamanho do texto

Cadela Ira da Polícia Militar indicou forte odor de drogas saindo de uma casa e após revista, os Policiais acharam o entorpecentes no lixo da residência

As ações do Canil da PM de São Paulo são a união do treinamento de primeira linha que os homens do Batalhão de Choque recebem e do adestramento único que os cães possuem durante meses.

Leia também: ROTA dá recado duro: Em São Paulo o crime organizado sempre vai perder

Entorpecentes apreendidos pelo Canil da PM em comunidade de Guarulhos
divulgação/canil da PM
Entorpecentes apreendidos pelo Canil da PM em comunidade de Guarulhos

Nesta segunda-feira (25), essa união entre o efetivo do Canil da PM resultou na prisão de um criminoso que era o um dos responsáveis pela distribuição de drogas em uma comunidade de Guarulhos.

"A gente estava passando pela Comunidade do Araponga, não tinha denúncia, mas resolvemos montar uma incursão. Nós desconfiamos da entrada da favela e começamos uma incursão com a Cadela Ira", conta o Tenente Tongu.

Leia também: ROCAM é a resposta rápida contra o crime nas ruas de São Paulo

Os Policiais estavam fazendo um reconhecimento da área, quando o cão começou a dar sinais de que havia algo errado dentro de uma casa. A cadela Ira tem apenas 10 meses de treinamento e de idade, mas mostrou toda sua eficência.

"Ela ainda está no final da fase de treinamento. Mas rapidamente indicou essa residência e começou a raspar a janela. Quando ela fez barulho na janela, o morador que estava ali veio ver o que estava acontecendo", diz o Tenente.

O suspeito contou aos Policiais que já havia sido preso, mas que agora tinha mudado de vida e permitiu que fosse feita uma revista dentro da residência.  "Ele saiu, a gente fez a revista pessoal e nada encontramos. Quando ele viu que o cão farejador ia começar a busca, aí ele ficou extremamente nervoso e tentou até correr. A droga estava escondida dentro de saco de lixo. Provavelmente, nós não iríamos achar sem a presença da Ira" revela o Tenente Tongu.

O criminoso era o responsável pela distribuição de drogas na comunidade, ele já havia sido preso por tráfico e estava há um ano nas ruas. Ele foi encaminhado para o 4º Distrito Policial de Guarulhos. Ao todo, os PMs apreenderam 2,860kg de maconha, 1,602kg de cocaína e 224 frascos de lança perfume.

Quais são as raças o Canil da PM usa?

São seis raças: Pastor Alemão, Pastor Holandês, Pastor Belga Malinois, Rottweiler, Bloodhound e Labrador. As missões de cada raça são divididas de acordo com suas habilidades específicas, como: faro, resistência, inteligência, agressividade, etc...

Leia também: Chefe do tráfico em São Paulo acorda com 'visita surpresa' do Canil da PM

Canil do Batalhão de Choque trabalha em várias operações da PM
Major PM Luis Augusto Pacheco Ambar
Canil do Batalhão de Choque trabalha em várias operações da PM

Um Labrador, por exemplo, não é indicado para fazer policiamento ostensivo, porque geralmente não possui a agressividade necessária. Normalmente, o Labrador é usado para farejar entorpecentes e explosivos. Já o Pastor Belga Malinois é utilizado pelo  Canil da PM  para policiamento e também faro. O Bloodhound tem aptidão para busca de pessoas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.