Idosa declarada morta ‘ressuscita’ em velório no Equador

“Eles nos deram até um atestado de óbito”, declarou Gilber Rodolfo Balberán Montoya a veículos de mídia equatorianos. Na foto, ilustrativa, um modelo de atestado emitido pelas autoridades de saúde equatorianas.

Reprodução Governo do Equador

Segundo o periódico El Universo, de Guayaquil, a morte foi declarada ao meio-dia de 9/6. Bella Montoya estava internada desde as 9h no hospital Martín Icaza de Babahoyo

Reprodução redes sociais

No Twitter, circulou vídeo que mostra a idosa dentro do caixão aberto fazendo aflitivo esforço para respirar

Reprodução redes sociais

Nas imagens, duas pessoas acodem Bella Montoya enquanto ela se remexe no esquife

Reprodução redes sociais

Familiares presentes ao velório relataram que Bella teve espasmos quando abriram o caixão para trocar a roupa da "ex-defunta" - Reprodução redes sociais

Reprodução redes sociais

"Minha mãe começou a mover a mão esquerda, abrir os olhos, a boca, fazia esforço para poder respirar", declarou Gilber Montoya

Reprodução redes sociais

Após a chegada de uma ambulância do Corpo de Bombeiros, a idosa foi retirada do caixão e conduzida para o hospital Martín Icaza

Reprodução redes sociais

Ela foi internada na UTI e respira com a ajuda de aparelhos

Pixabay

Com problemas cardíacos relacionados à hipertensão, a idosa teria sofrido um derrame cerebral na noite de 8/6

Reprodução redes sociais

O hospital Martín Icaza é público, ligado ao Ministério da Saúde do Equador, e classificado como segundo nível pelo governo local. Na imagem, a sede do poder equatoriano, o Palácio de Carondelet, em Quito

Neverhood/Wikimedia Commons

"Pouco a pouco estou assimilando o que aconteceu. Agora só peço que a saúde de minha mãe melhore. Quero ela viva e ao meu lado", declarou o esperançoso filho

Reprodução redes sociais

Babahoyo é capital da província de Los Rios, principal zona agrícola do Equador. O nome deriva justamente da importante rede hidrográfica que a atravessa, dando alta fertilidade ao solo local

Milenioscuro/Wikimedia Commons

Veja mais Top Stories