Mulher surta, xinga e agride funcionários de ponto turístico no Rio

Aos berros contra os funcionários, a mulher alega ser desembargadora e diz que vai abrir uma denúncia contra o estabelecimento.

reprodução redes sociais

Por conta do boletim de ocorrência registrado momentos depois, descobriu-se que Juliana de Almeida Cézar Machado é, na verdade, psicóloga. O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro confirmou que a mulher não é desembargadora.

reprodução redes sociais

O episódio aconteceu no último sábado (27/05), na Casa do Saulo, um restaurante situado nos pilotis do Museu do Amanhã. A mulher vai ter que responder por injúria por preconceito, ameaça e lesão corporal.

reprodução tv globo

Na manhã desta terça-feira (30/05), um novo vídeo que surgiu na web mostra a mulher esbravejando também na delegacia onde prestou depoimento.

reprodução redes sociais

É possível ouvir a mulher berrando “eu quero ir para a cela, sua filha da p***, sua mulher desgraçada!”.

reprodução tv globo

A denúncia foi apresentada na 5ª DP. Conforme relatado pela Polícia Civil, após uma análise inicial, o delegado de plantão decidiu registrar o caso como lesão corporal.

reprodução redes sociais

Entretanto, durante os depoimentos, que duraram cerca de duas horas, surgiram novas informações que não haviam sido esclarecidas anteriormente.

reprodução redes sociais

Segundo a polícia, Juliana fez comentários homofóbicos, ameaças e proferiu outros insultos, que potencialmente configuram outros crimes.

reprodução redes sociais

A corporação afirmou que, com a divulgação de vídeos registrados durante as agressões, tornou-se evidente a necessidade de iniciar uma investigação policial.

reprodução redes sociais

A chef Isabela Duarte, que aparece no vídeo sofrendo as agressões, disse que, desde sua chegada ao restaurante, a mulher já estava discutindo com os próprios pais.

reprodução tv globo

Ela disse que quando os funcionários perceberam que a situação estava se agravando, eles pediram para que Juliana se retirasse do estabelecimento.

reprodução redes sociais

No vídeo, dá para ver a mulher em modo fúria: “Eu vou denunciar essa p****. Eu sou desembargadora, sua ***. Eu vou trazer a polícia aqui pra fechar essa ***”. A funcionária responde “pode trazer”.

reprodução redes sociais

A mulher então retruca: “Eu sou desembargadora. Você tá f@#*! Seu via**! **** Você é sapatão!”

reprodução redes sociais

Depois dos insultos, a mulher pega uma garrafa de bebida e continua com as ofensas: “Sua sapatão de mer#@!”

reprodução redes sociais

A chef disse que eles tentaram acalmar a mulher, mas ela se irritou e chegou até a derramar vinho em outros clientes. Em vários momentos do vídeo, é possível ver a mulher segurando a taça e a bebida na mão.

reprodução redes sociais

Além dos insultos, a chef Isabela relata que foi agredida fisicamente. Ela disse que tentou segurar a psicóloga, mas a mulher pegou uma taça e quebrou em seu braço, que sofreu ferimento leves.

reprodução redes sociais

“[...]meu braço começou a sangrar. Ela tentou arremessar a garrafa de vinho e nesse momento o caos se instaurou”, disse Isabela.

montagem / reprodução tv globo

Em outro trecho do vídeo, é possível ver o braço de Isabela sangrando, enquanto uma funcionária e outros clientes do restaurante ajudavam a conter a mulher.

reprodução redes sociais

Além disso, Henrique Lixa, auxiliar de cozinha no estabelecimento, relata que também foi agredido no rosto, no braço e na mão.

reprodução tv globo

Henrique ainda disse que mesmo depois a polícia chegou, ela continuou cometendo crimes homofóbicos.

reprodução tv globo

A chef declarou que não iria ficar calada e se viu na obrigação de se posicionar e pedir justiça. Até o momento, a psicóloga não se pronunciou sobre o caso.

reprodução tv globo

Veja mais Top Stories