Caravaggio: A genialidade do pintor “maldito” que chocou a sociedade

E também um dos mais "malditos". Caravaggio atuou em Roma, Nápoles, Malta e Sicília, entre 1593 e 1610, quando morreu, em Porto Ercole

Rapaz Mordido por um Lagarto, de Caravaggio - domínio público

Caravaggio pintou fundamentalmente temas religiosos. No entanto, suas pinturas costumavam escandalizar os clientes.

O Sacrifício de Isaac, de Caravaggio - Domínio público

Em vez de retratar belas figuras etéreas, para personificar nomes da Bíblia, ele lançava mão de outros modelos: prostitutas, crianças de rua e mendigos.

São João Baptista no Deserto , de Caravaggio - domínio público

Portanto, Caravaggio tomava emprestada a imagem de pessoas comuns das ruas de Roma para retratar, por exemplo, Maria e os apóstolos.

Descanso na Fuga para o Egito - Caravaggio - Domínio público

Sua inspiração estava entre comerciantes, prostitutas, marinheiros, todo tipo de gente que não fosse de nobre estirpe e que tivesse grande expressividade.

Tocador de Alaúde, Caravaggio domínio público

Seu trabalho exerceu influência importante no Barroco. Foi o primeiro grande representante desse gênero e seu traço não deixava margem para dúvida sobre seu talento.

A Conversão do Apóstolo Paulo, de Caravaggio - domínio público

Caravaggio chegou a ser acusado de usar o corpo de uma prostituta, encontrada morta do rio Tibre, para pintar A Morte da Virgem.

A Morte da Virgem, de Caravaggio - Domínio público

Outra característica marcante foi a sua dimensão realista: usava um fundo raso, obscuro, muitas vezes totalmente negro, e agrupava a cena em primeiro plano com focos intensos de luz sobre os detalhes. Impactante.

Crucificação de São Pedro, de Caravaggio - domínio público

O contraste de sombra e luz é marcante em seus quadros e atrai o observador para dentro da cena. Ele também usa cores de tons fortes, especialmente o vermelho.

A ceia de Emaús, de Caravaggio - Domínio público

Caravaggio reagiu às convenções e privilegiou uma pintura natural, direta, e até mesmo brutal, como se vê no quadro em que o general Holofernes é decapitado por Judite, após ser seduzido por ela.

Judite e Holofernes, de Caravaggio - Domínio público

Em David e Golias, Caravaggio pinta uma imagem dele mesmo como o herói que matou o gigante.

David e Golias, de Caravaggio - Domínio público

Em Medusa (1597), a inegável expressividade do rosto em terror demonstra a capacidade do artista de traduzir no desenho um sentimento até as últimas consequências. Gaspare Murtola (morto em 1624) disse: "Fuja, pois se seus olhos forem petrificados em fascínio, ela o tornará em pedra".

Medusa de Caravaggio domínio público

Caravaggio se retratou várias vezes e já foi dito que, às vezes, ele usava um espelho para se ver e pintar. Aqui, ele encarna Baco, o Deus do Vinho.

Baco, de Caravaggio - domínio público

Após um período em que ficou doente, em Roma, ele pintou novamente o Deus Baco, com seu próprio rosto, mas demonstrando o efeito da enfermidade: ele sofreu de icterícia.

Pequeno Baco Doente, de Caravaggio - domínio público

Após uma carreira de pouco mais de uma década, Caravaggio morreu em circunstâncias desconhecidas, em 18/7/1610, aos 38 anos. Seu corpo permaneceu em local desconhecido por séculos.

A Inspiração de São Mateus ,de Caravaggio - domínio público

Em 16/6/2010, cientistas e universitários italianos do "Comitê Caravaggio" anunciaram a identificação dos restos mortais do pintor, graças a análises de DNA e de carbono-14, no pequeno cemitério de Porto Ercole, na comuna de Monte Argentario, na Toscana, onde Caravaggio morrreu.

Enterro de Jesus, de Caravaggio - domínio público

Em 2018, identificou-se que a morte de Caravaggio foi provocada por uma infecção causada pela bactéria "Staphylococcus aureus", depois que o artista sofreu um ferimento com espada.

Ressurreição de Lázaro , Caravaggio domínio público