Cervejas exóticas trazem sabores surpreendentes!

Na Estela de Hamurabi, que data de 1.760 a.C, uma norma estabelecia uma volume diário de cerveja: 2 litros para trabalhadores em geral, 3 para funcionários públicos e 5 para administradores e o sumo sacerdote.

saiko wikimedia commons

É claro que a produção evoluiu com o passar dos séculos e cada país tem peculiaridades na fabricação da bebida.

Luca Galuzzi wikimedia commons

Mas você já imaginou que, além da fermentação de cereais (principalmente a cevada), uma cerveja pode incluir ingredientes inesperados?

spooky kid pixabay

Veja algumas cervejas tão diferentes que surpreendem pelo exotismo!

DesignDrawArtes pixabay

Cerveja de bacon - Voodoo Bacon Maple - A cervejaria Rogue produziu a cerveja com bacon e xarope de bordo, usado como condimento para panquecas.

Credito Divulgação Cervejaria Rogue

Cerveja de rapadura - Colorado Indica - Feita com rapadura artesanal, faz parte da linha de cervejas especiais em que a Colorado prestigia sabores regionais. Também a uma versão com rapadura mais tostada, a Vixnu.

divulgação Cervejaria Colorado

Cerveja de formiga - Lamas - A ideia de juntar saúvas à fórmula se deve ao sabor cítrico das formigas. Também recebe figo e tucupi negro.

cervejaria Lamas Reprodução Youtube

Cerveja de maconha - Hemp Ale - Resultado da legalização da erva em países como Canadá e Uruguai.

Divulgação Cervejaria Nectar Ale.

Cerveja de Whisky - MacQueen's Nessie - Feita com malte escocês, seu nome homenageia o mítico monstro do Lago Ness, chamado de Nessie.

credito Cervejaria Brauerei Schloss Eggenberg

Cerveja de frutos do mar - Marooned on Hog Island - O objetivo foi "salgar" um pouco a bebida usando água onde ostras são cultivadas.

Divulgação

Cerveja de erva mate - Dado Bier - Cerveja de baixa fermentação e alto teor alcoólico (7%), que usa a erva mate, base do chimarrão popular no sul do país, para uma fórmula que também atrai consumidores desse tipo de chá na Argentina e no Uruguai.

divulgação Cervejaria Dado Bier

Cerveja de pimenta - Labareda - O nome procede. Esse tipo de cerveja tem um sabor picante, aroma pronunciado e gera calor.

Divulgação Cerveja Coruja

Cerveja de mandioca - Colorado Cauim - Combina fermento alemão, lúpulo tcheco, cevada maltada holandesa e a brasileiríssima mandioca.

Divulgação Cervejaria Colorado

Cerveja de abóbora - Seu Abóbora Pumpkin Ale - Leva dois tipos de abóbora: moranga e japonesa. E recebe adições de canela, cravo e gengibre. Cerveja sazonal, produzida principalmente na época do Halloween (Dia das Bruxas), em outubro.

crédito Divulgação CRULS Cervejaria

Cerveja de café - Colorado Demoiselle - A combinação do grão de café com o malte dá um aroma especial.

Divulgação Cervejaria Colorado

Cerveja mista de vinho - Weinbier 58 - É uma pilsen que leva vinho da Serra Gaúcha.

Divulgação Cervejaria Wienbier

Cerveja de coco - Mongozo Coconut - Leve doçura no paladar e no aroma com características frutadas da água de coco.

Divulgação Cevejaria Mongozo Beers

Cerveja de banana - Wells - Tem teor alcoólico de 5,2% e combina o amargor da cerveja tradicional com o dulçor da banana.

Divulgação Cerevjaria Wells

Cerveja de crème brulée- A cervejaria Southern Tier decidiu sofisticar a produção adicionando o sabor da sobremesa francesa.

Divulgação Cervejaria Southern Tier Brewing Company

Cerveja de abacate - Gratissima Avocado Ale - A cerveja também leva pimenta e alho que, associados ao abacate, tornam a cerveja uma espécie de guacamole alcoólica.

credito Divulgação Cerveceria Cupatizio

Cerveja de priprioca - Amazon Beer - A priprioca é uma erva aromática natural da Amazônia. E aqui dá um toque especial à cerveja.

credito cervejaria Amazon Beer