Tamanho do texto

Lote terá prêmio dado a roteirista de "Cidadão Kane", em 1941

Estatuetas do Oscar em exposição em Nova York
Getty Images
Estatuetas do Oscar em exposição em Nova York
Quinze estatuetas do Oscar serão leiloadas na semana que vem, no que organizadores disseram na terça-feira ser a maior venda desses prêmios na história.

A casa de leilões Nate D. Sanders, de Los Angeles, disse que o lote será arrematado dois dias depois da cerimônia de premiação deste ano, que acontece no domingo. Entre as estatuetas a serem leiloadas estão a que foi dada a Herman Mankiewicz pelo roteiro de "Cidadão Kane", de Orson Welles.

Acesse o especial Oscar

O Oscar dado ao próprio Welles pelo filme de 1941, considerado por muitos o melhor da história, foi vendido em dezembro por US$ 861.542 (R$ 1,480 mi) num leilão feito pela Nate D. Sanders.

Outros Oscar oferecidos no leilão de 28 de fevereiro incluem o de melhor filme dado em 1933 a "Cavalgada", os prêmios de melhor montagem e trilha musical para "Os Melhores Anos das Nossas Vidas" (1946), e o de melhor fotografia dada a Gregg Toland em 1939 por "O Morro dos Ventos Uivantes".

A casa de leilões espera alcançar cerca de US$ 2 milhões (R$ 3,4 milhões) com os 15 Oscar. Os organizadores ressaltaram que o Oscar dado a "Cavalgada" será o mais antigo Oscar de melhor filme a ser vendido.

Leia também: Cirque du Soleil se apresentará no Oscar

É cada vez mais raro encontrar Oscars em leilões. Em 1950, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que concede o prêmio, criou uma cláusula proibindo os ganhadores de venderem seus Oscars, exceto à própria Academia, e nesse caso pelo valor simbólico de 1 dólar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.