Tamanho do texto

Bagdá, 27 jul (EFE).- Pelo menos dois seguranças morreram hoje em uma tentativa de assassinato do dirigente do Partido Islâmico Iraquiano em Faluja, que ficou ferido junto com seu filho.

Fontes do Ministério do Interior iraquiano disseram que Zaki Fayadh, líder do Partido Islâmico em Faluja - 50 quilômetros a oeste de Bagdá -, foi alvo de um atentado, cometido com a colocação de uma bomba sob o seu veículo.

O explosivo, detonado ligaram o carro, deixou gravemente ferido o filho do político, que também foi levado para o hospital.

Fayadh é dirigente do Partido Islâmico Iraquiano de Faluja, capital da província de Al-Anbar, e deputado no Parlamento por esta província.

Em comunicado, a legenda, uma das principais do país, condenou o atentado e denunciou que o ataque faz parte "das tentativas criminosas contra os líderes do partido no Iraque e na província de Al-Anbar".

"Estas tentativas fracassadas tentam afetar a situação do partido na cidade (de Faluja), com vistas às eleições provinciais, previstas para outubro. EFE am/rb/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.