Tamanho do texto

(atualiza com detalhes da volta de Ted Kennedy) Washington, 9 jul (EFE).- O senador democrata Edward Kennedy, mais conhecido como Ted, voltou hoje ao Senado americano depois que, em maio, foi operado de de um tumor no cérebro.

Emissoras de TV mostraram Ted Kennedy chegando ao Capitólio, onde o legislador foi aplaudido e recebido com abraços por colegas e assessores.

O congressista, de 76 anos, voltou a Washington após passar uma temporada em Massachusetts se recuperando da cirurgia na cabeça.

Apesar do retorno à vida política, o senador continua se submetendo a quimio e radioterapia.

Ted Kennedy chegou hoje ao Congresso a tempo de uma votação-chave para os democratas, que tentam impedir que os republicanos bloqueiem um projeto de lei de ajuda aos idosos.

O senador, que estava acompanhado de seu filho Patrick, legislador democrata por Rhode Island, entrou na frente do colega e provável candidato do partido à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama.

Visitantes que estavam amontoados na tribuna aberta ao público, junto com outros membros da família Kennedy, também aplaudiram Ted Kennedy.

O texto, também aprovado na Câmara de Representantes, não tem o apoio do presidente George W. Bush, mas a Casa Branca não emitiu nenhuma reação à votação no Senado, onde os democratas conseguiram mais que os 60 legisladores necessários para anular um possível veto presidencial.

Durante o voto aberto, Kennedy sorriu ao ser chamado pela mesa diretora da casa e, ao expressar seu apoio ao projeto de lei em debate, foi aplaudido por correligionários e adversários republicanos. EFE mp/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.