Tamanho do texto

MOSCOU - A Rússia lançou hoje com sucesso um míssil balístico intercontinental RS-18, em um teste que permite prolongar o prazo de vida útil desta arma de 27 para 31 anos, segundo informações das Forças Estratégicas da Rússia (FER).

"O lançamento aconteceu dentro do programa para prolongar os prazos de exploração dos mísseis RS-18. O foguete lançado estava em serviço há 31 anos", declarou o porta-voz das FER, o coronel Aleksandr Vovk.

O porta-voz disse que o lançamento aconteceu às 07h10 (horário de Brasília) a partir da base cazaque de Baikonur, mas não informou onde estava o alvo, que em outras oportunidades estava em um polígono militar da península de Kamchatka, no litoral russo do Pacífico.

Acrescentou que a ogiva foi colocada com sucesso na órbita balística prevista, o que confirma as características técnicas dos RS-18 e a possibilidade de mantê-los em serviço, informa a agência "RIA Novosti".

O Exército russo pretende prolongar sistematicamente a vida útil dos RS-18, um dos mísseis chaves no sistema de contenção nuclear, para economizar despesas.

Embora o prazo inicial de vida útil destes mísseis seja de dez anos, o bem-sucedido lançamento de hoje serve para ampliá-lo dos 27 anos - prazo máximo de um foguete em serviço com o qual se realizou um teste em outubro de 2007 - para 31 anos.

Com 24 metros de comprimento, 2,5 de diâmetro e 105,6 toneladas de peso, os RS-18 podem levar até seis ogivas nucleares, de 0,55 a 0,75 megatones de potência, para distâncias de até 10.000 quilômetros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.