Tamanho do texto

Moscou, 14 jul (EFE).- A Rússia não está disposta a ceder em sua oposição a endurecer as sanções contra o Irã em troca de um novo acordo de desarmamento nuclear com os Estados Unidos, disse hoje uma fonte do Ministério de Assuntos Exteriores russo.

"Consideramos que essa vinculação não tem nenhum fundamento", disse à agência "Interfax" um diplomata russo, que pediu para não ser identificado.

Acrescentou que, "nestes dois assuntos, diferentes em essência e pelo formato de seu estudo, as trocas são inadmissíveis".

A fonte ressaltou que a assinatura de um novo tratado entre Rússia e Estados Unidos para a redução das armas estratégicas ofensivas é uma importante tarefa em si mesma.

"Não vemos motivos para vincular estes assuntos nem para acreditar que, em caso de progresso das conversas com os EUA sobre a posterior redução de armas estratégicas ofensivas, a Rússia estará disposta a ceder no tema do endurecimento das sanções contra o Irã", disse.

A declaração do diplomata ocorre depois que altos funcionários da Administração americana afirmaram que a assinatura do novo tratado de desarmamento tornará à Rússia mais permeável quanto ao endurecimento das sanções ao Irã.

Gary Samore, conselheiro do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para o controle da armas nucleares e a não-proliferação, declarou recentemente, em Londres, que a Rússia precisa com urgência de um novo tratado de desarmamento para se desfazer-se de seu arsenal obsoleto.

De acordo com Samore, caso o tratado esteja pronto no final deste ano, a Rússia poderia se inclinar em apoiar o endurecimento das sanções ao Irã devido ao programa nuclear que desenvolve. EFE bsi/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.