Tamanho do texto

Uma rede de funcionários municipais roubou mais de um milhão de dólares de um programa de ajuda à adoção e à criação de crianças portadoras de deficiência.

Segundo a procuradoria de Nova York, dois funcionários, entre eles o vice-diretor do serviço de pagamento à Administração de Serviços para a Infância (ACS), Lethem Duncan, receberam várias acusações de fraude.

Os funcionários municipais envolvidos trabalhavam para uma ONG, a Concord, que recebia parte do dinheiro - centenas de milhares de dólares destinados a crianças.

A diretora fiscal da Concord, Stay Thomson, também foi detida e acusada. Duncan pode pegar uma pena de até 75 anos de prisão.

ltl/arc/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.