Tamanho do texto

Madri, 26 jun (EFE).- As cinco pessoas presas nesta semana no Marrocos, suspeitas de pertencerem a um grupo terrorista, residiam na Espanha e pretendiam praticar um atentado no Marrocos, segundo informaram fontes antiterroristas espanholas à Agência Efe.

A Polícia espanhola tomou conhecimento das intenções do grupo e enviou as informações aos serviços de segurança marroquinos, alertando que os detidos pretendiam atuar no país norte-africano.

As fontes asseguraram que os agentes espanhóis que detectaram as intenções não sabem se os membros do grupo tinham o objetivo de atuar na Espanha ou se estavam realizando alguma atividade relacionada com o terrorismo no país.

Os cinco detidos, segundo fontes oficiais marroquinas, são acusados de pertencerem ao movimento islamita radical Salafia Yihadia ("Autenticidade e Guerra Santa") e foram transferidos hoje para a cidade marroquina de Casablanca. EFE bec/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.