Tamanho do texto

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está negociando um encontro privado com o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, um dia antes da reunião de chefes de Estado do G20 no próximo sábado em Washington.

Segundo uma fonte do Itamaraty, não há confirmação ainda sobre a reunião, mas tanto assessores de Lula como de Obama já teriam manifestado a intenção de promover um encontro entre os dois.

Reprodução

Lula quer encontro com Obama

Ainda segundo a mesma fonte, há também a possibilidade de o presidente brasileiro se reunir com o presidente americano, George W. Bush, fora da reunião do G20 que discutirá soluções para a crise financeira mundial.

Lula está na Itália para uma visita de Estado de quatro dias. O presidente foi recebido na manhã desta segunda-feira pelo presidente italiano, Giorgio Napolitano, em uma cerimônia no Palácio presidencial Quirinale.

Na terça-feira, Lula tem encontro marcado com o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi e a crise financeira mundial estará no centro das conversas que o presidente com o premiê.

Ação coordenada

Segundo o Itamaraty, Lula e Berlusconi falarão de propostas que serão apresentadas durante a reunião dos chefes de Estado do G20 (grupo dos 20 países mais industrializados do mundo mais os emergentes), no próximo sábado, em Washington, para discutir soluções à crise financeira mundial.

AP
Obama também manifestou interesse
O governo brasileiro vem defendendo uma ação coordenada para enfrentar a crise, baseada em uma reforma do sistema financeiro internacional, na revisão e na regulação dos mercados financeiros.

Outra reivindicação do Brasil é a ampliação do G8 (grupo que reúne as sete economias mais industrializadas do mundo mais a Rússia) de modo a incluir os países emergentes.

Na quinta-feira, Lula será recebido pelo papa Bento 16, no Vaticano, onde assinará o Acordo Brasil-Santa Sé.

Lula segue na tarde de quinta-feira para Washington, onde participa da Cúpula do G20 no dia 15.

Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.