Tamanho do texto

Bangcoc, 27 nov (EFE).- O porta-voz do Exército da Tailândia, Sansern Kaewkamnerd, negou hoje que as Forças Armadas estejam preparando um golpe de Estado, desmentindo os rumores que surgiram ao longo do dia.

O militar disse que a movimentação de tanques vista em Bangcoc fazia parte de uma mudança aprovada antes, e acrescentou que os veículos blindados já voltaram ao quartel.

O primeiro-ministro da Tailândia, Somchai Wongsawat, declarou estado de exceção nos dois aeroportos - o de Suvarnabhumi, o principal do país, e o de Don Muang - ocupados pelos manifestantes que pedem a renúncia do Executivo.

Imediatamente após saber da medida, os dirigentes da Aliança do Povo para a Democracia pediram calma a seus partidários, e que sigam as instruções dos líderes.

Pathompong Kesornkuk, um general na reserva muito influente na hierarquia militar, havia pedido hoje ao chefe do Exército tailandês, Anupong Paochinda, que iniciasse um levante. EFE grc/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.