Tamanho do texto

Nairóbi, 19 nov (EFE).- A embarcação com bandeira de Hong Kong MV Great Creation, seqüestrado em 18 de setembro por piratas somalis, foi libertado hoje e navega para Abu Dhabi, informou à Agência Efe Andrew Mwangura, diretor do Programa de Assistência Marítima (PAM), com sede no porto queniano de Mombaça.

"Ainda não podemos concretizar se houve pagamento de resgate", disse Mwangura por telefone à Efe, acrescentando que a libertação ocorreu esta manhã e que a tripulação é formada por 24 cidadãos chineses e um do Sri Lanka.

Enquanto o "MV Great Creation" foi libertado, os piratas somalis seqüestraram desde sábado quatro navios: o petroleiro saudita "Sirius Star", o cargueiro de Hong Kong "Delight", outro cargueiro grego sobre o qual há poucos dados e um pesqueiro tailandês.

Segundo dados da Organização Marítima Internacional (OMI), até o momento, eram 18 os navios que estavam sob poder de piratas somalis, e mais de 300 os marinheiros retidos.

As águas do Golfo de Áden são consideradas agora as mais perigosas do mundo, junto às da Nigéria, deslocando do primeiro posto quanto a risco a Península de Malaca, antes a rota marítima mais insegura. EFE pa/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.