Tamanho do texto

Los Angeles (EUA.), 12 ago (EFE) - Parentes e amigos do ator Paul Newman mantêm silêncio absoluto sobre as informações que indicam que o astro sofre de um câncer terminal de pulmão e decidiu passar as ultimas semanas de vida em casa, cercado pela família.

As primeiras informações surgiram em junho, quando um amigo do ator, A.E. Hotchner, assegurou que Newman, de 83 anos e fumante inveterado no passado, sofria dessa doença e se encontrava sob tratamento.

Mas o próprio ator, irritado com os rumores, publicou um comunicado através de seu agente no qual assegurava que estava bem, sem fazer alusão alguma à possibilidade de sofrer de câncer.

Há poucos dias, o jornal britânico "The Daily Mail", citando uma fonte anônima próxima à família do protagonista de "Gata em Teto de Zinco Quente" e ganhador de dois Oscar (um pelo conjunto da obra), assegurava que Newman "não queria morrer no hospital", já que havia sido informado de que tinha apenas "semanas de vida".

A publicação indicava que o ator tinha concluído seu tratamento de quimioterapia para o câncer em Nova York e, de fato, apareceram fotografias na sexta-feira passada do ator em cadeira de rodas e com um aspecto muito piorado, saindo do hospital.

Apesar da publicação das notícias, pessoas ligadas ao ator não querem se pronunciar. EFE mg/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.