Tamanho do texto

Brasília, 29 abr (EFE).- Lilia Solano, porta-voz do grupo Colombianos pela Paz (CPJ), disse hoje à Agência Efe que é fundamental a presença da senadora Piedad Córdoba na libertação unilateral do militar Pablo Emilio Moncayo anunciada pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Além disso, ela pediu "flexibilidade" ao Governo de Álvaro Uribe.

"No CPJ confirmamos nossa vontade pela paz e achamos que é fundamental que a senadora Córdoba possa, como pede a outra parte, recolher o cabo (Pablo Emilio) Moncayo e o corpo do major (Ernesto) Guevara", afirmou Solano, que acompanha a senadora colombiana em uma visita ao Brasil.

Para a porta-voz, é preciso que o Governo colombiano tenha mais "flexibilidade" na decisão de aceitar somente a Igreja Católica e a Cruz Vermelha Internacional (CICV) como fiadores da libertação.

As Farc anunciaram há semanas a disposição de soltar Moncayo, sequestrado há mais de 11 anos, e de entregar o corpo do major Guevara, refém desde 1998 e morto durante o cativeiro.

No entanto, em comunicado divulgado hoje, as Farc exigiram a presença de Córdoba na libertação de Moncayo, pois consideram "insuficientes" o CICV e a Igreja Católica.

Córdoba está com Solano no Brasil desde segunda-feira passada e pediu ao Governo brasileiro que apóie a criação de uma zona neutra para realizar um diálogo entre as Farc e as autoridades colombianas, assim como fornecer a logística para as próximas libertações. EFE ed/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.