Tamanho do texto

Jerusalém, 25 jun (EFE).- O primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, e o titular da Defesa, Ehud Barak, chegaram a um acordo para impedir que se antecipem as eleições no país, informou a rádio pública israelense.

A emissora disse que a sessão prevista para hoje no Parlamento (Knesset) para apresentar uma moção que anteciparia sua dissolução foi adiada indefinidamente, depois de o primeiro-ministro ter concordado em convocar eleições primárias em seu partido, o Kadima, no máximo em 25 de setembro.

Em troca, Barak, dirigente do Partido Trabalhista, retirou seu apoio a uma decisão adotada por sua legenda na segunda-feira passada de votar a favor da dissolução do Parlamento.

O chefe do Executivo israelense, que enfrenta um novo caso de corrupção por suspeita de aceitar suborno, tinha ameaçado destituir os ministros trabalhistas que integram a atual coalizão de Governo caso eles votassem pela dissolução da Knesset. EFE db/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.