Tamanho do texto

No tradicional "Go Texan Day", que antecede evento anual, moradores da maior cidade do Texas vestem roupas de vaqueiro

Algo engraçado aconteceu na última sexta-feira: o estilo texano tomou conta de Houston, uma das maiores cidade do Estado. Vaqueiros e vaqueiras estavam por toda parte - nas calçadas e nos playgrounds, nos arranha-céus do centro da cidade e nos restaurantes - e não se tratavam de turistas empolgados. Eles realmente moram em Houston.

Durante décadas Houston foi celebrada, como nessa sexta-feira, com uma tradição chamada "Go Texan Day" (Dia Para Ser Texano, em tradução livre), o primeiro dia do ano em que as pessoas em Houston se vestem como as pessoas de fora da cidade imaginam que elas se vestem.

Leia também: Enterros dão toque de sutileza ao sistema carcerário do Texas

Homem arruma chapéu de vaqueiro em loja de Houston, no Texas (24/02)
NYT
Homem arruma chapéu de vaqueiro em loja de Houston, no Texas (24/02)

Na sexta-feira anterior ao principal rodeio da cidade, o Livestock Show Houston, dezenas de milhares de moradores da cidade seguem para suas escolas e escritórios vestindo chapéus de vaqueiro, botas e calças jeans. Eles se vestem, em outras palavras, como se fossem do Texas, o que é verdade, embora seja fácil se esquecer isso na maior cidade do Estado.

A tradição de vestir roupas mais tradicionais, que começou na década de 1950 como uma forma de promover o rodeio, tornou-se uma espécie de feriado não oficial. Escolas públicas da cidade, bem como escolas particulares católicas, judias e ortodoxas, foram tomadas por estudantes usando cintos de fivelas prateadas, coletes, saias jeans e emblemas de xerife.

"É como uma espécie de Halloween extra", disse Rory Stebner, 47, que como outros de sua idade, se lembra de comemorar a data quando criança.

Na véspera do Go Texan Day, uma fila de carros se formou na rua que leva à loja de roupas típicas Cavender's Boot City (Cidade das Botas Cavender, em tradução livre), localizada perto do estádio no qual acontecem a exposição de animais e o rodeio, que tiveram início na terça-feira. Os gerentes reforçaram a equipe com funcionários temporários e a loja permaneceu aberta após o horário de fechamento habitual. Seguranças extras foram contratados para manter a ordem no estacionamento.

"Este é o nosso dia de maior negócio do ano", disse Mike Cavender, 54, cujo pai abriu a primeira Cavender em 1965 e é vice-presidente da empresa. "Maior do que o Natal."

Na tarde de sexta-feira, o local ainda estava lotado. Frank Adu, 41, um vendedor de carros em um terno risca de giz que nasceu em Gana, analisava as botas de vaqueiro.

"Hoje é o Go Texan Day", disse Adu. "Esta manhã vesti meus três filhos com suas botas e tudo o mais antes de eles saírem para a escola."

Por Manny Fernandez

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.