Tamanho do texto

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, reiterou nesta quinta-feira que Jerusalém será para sempre a capital unificada de Israel, em uma cerimônia para celebrar o 42º aniversário da conquista e a anexação do setor oriental da cidade.

"Jerusalém é a capital de Israel. Sempre foi, sempre será e nunca será dividida", declarou Netanyahu na cerimônia, realizada na Colina das Munições, lugar onde ocorreram combates entre as tropas israelenses e as da Jordânia na guerra israelense-árabe de junho de 1967.

Israel cumpre o calendário hebraico lunar para a celebração desta cerimônia.

Este "lugar do povo judeu e de Jerusalém, que remonta a milhares de anos (...) permanecerá unificado sob nossa soberania. Nunca desde que a cidade foi reunificada, a liberdade de culto para todos foi tão garantida", como agora, acrescentou Netanyahu.

ChW/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.