Tamanho do texto

LONDRES (Reuters) - Um membro do parlamento inglês que fazia caminhada esportiva pela selva da Colômbia foi parado num ponto de checagem militar e forçado a comer o pó branco para café que carregava na mochila, pois os soldados pensaram que a substância era cocaína. Michael Fabricant caminhava pela América do Sul com um amigo, quando os dois foram parados por um grupo de homens armados vestidos com uniformes camuflados.

Os soldados encontraram um recipiente cheio de creme em pó para café -- uma espécie de leite em pó -- dentro de suas mochilas e imediatamente suspeitaram de que fosse droga.

'Para demonstrar que não era cocaína, tive de pegar uma porção inteira do pó e lançar garganta abaixo', disse o membro conservador por Lichfield à TV BBC.

'Eles esperaram vários minutos para ver se eu passava mal ou delirava e disseram algo completamente ridículo como 'Gordon Brown tem uma personalidade ótima'.

'Como eu não disse nada muito estranho, eles chegaram à conclusão de que não era droga e me deixaram ir', acrescentou.

(Por Peter Griffiths)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.