Voluntários estão se vestindo de fantasmas  durante a noite para assustar pessoas e as convencerem a aderir à quarentena por coronavírus nas ruas da Indonésia e da Malásia.

Usando lençóis brancos , os "fantasmas" foram vistos pulando em pedrestes desavisados nas ruas escuras, em pé em cima de veículos em estacionamentos desertos e sentados em bancos em espaços públicos.

Essa é uma das medidas mais bizarras destinadas a conter a propagação do vírus, mas reflete uma superstição milenar em partes do sudeste da Ásia.

Conhecidas como " pocong ", as figuras fantasmagóricas são tipicamente envoltas em mortalhas brancas e representam as almas presas dos mortos.

fantasmas
Reprodução/Youtube
Dois 'fantasmas' andam na vila de Kepuh, na Indonésia, para assustar as pessoas


A vila de Kepuh, na ilha de Java, conta com um elenco de "fantasmas" para patrulhar as ruas e promover o distanciamento social . Anjar Pancaningtyas, chefe de um grupo de jovens que coordena a ação, disse: "Queríamos ser diferentes e criar um efeito dissuasor, porque o 'pocong' é assustador".

Atualmente, existem mais de 4.500 casos confirmados de coronavírus na Indonésia e 399 mortes, com receios de que os números aumentem significativamente. Pesquisadores da Universidade da Indonésia estimam que possa haver 140.000 mortes e 1,5 milhão de casos até maio, sem restrições mais severas ao movimento.

Já a Malásia registrou mais de 4.800 casos confirmados de Covid-19 e 77 mortes até esta segunda-feira (13).

    Veja Também

      Mostrar mais