Tamanho do texto

Paul Bedard faz parte do programa "Gator Boys" e foi chamado para retirar o animal. Apesar do tamanho, o animal foi pacífico e não ofereceu resistência

homem com jacaré nas mãos arrow-options
Reprodução/Instagram
Caso aconteceu na cidade de Parkland, nos Estados Unidos.

O norte-americano Paul Bedard, que faz parte do prorama "Gator Boys", publicou na última quarta-feira (16) uma série de fotografias em que aparece com um enorme jacaré nas mãos. O animal de cerca de 2,6 metros de comprimento estava dentro de uma piscina de uma casa residencial na cidade de Parkland, nos Estados Unidos.

Leia também: Vídeo mostra decolagem, queda e explosão de avião em Belo Horizonte; assista 

"Recebi uma chamada esta manhã sobre um jacaré numa piscina em Parkland [...] Não tinha um jacaré com um bom tamanho numa piscina provavelmente há um ano, por isso fiquei entusiasmado quando atendi", afirmou Paul Bedard em texto publicado junto das fotos. 

Bedard também disse em sua postagem que o resgate é divertido. Ele disse que para retirar um animal de uma piscina basta entrar e brincar com ele para deixá-lo cansado. Em seguida, ele prende sua boca com uma fita e o retira da piscina ou, se o animal estiver muito cansado, apenas o pega sem nem precisar fechar a boca do jacaré. "Foi basicamente o mais suave e fácil que poderia ser", disse.

Ver essa foto no Instagram

Got an e-gator call this morning about an 8 to 9 foot alligator in a swimming pool up in Parkland. The gator had walked through the screen and into the pool. I haven't had a good-sized gator in a swimming pool in probably a year, so I was kind of looking forward to this when I got the call. These are actually fun because the gator can't go anywhere and the water's almost always crystal clear. So all I have to do is jump in the water play around with him until he's tired and I can either hold his mouth shut and put a snare on it and tape it, or if he super energetic I can get him tired enough where I can just pick him up without the tape and carry him out in the yard and then tape him up once I get there. This guy was super mellow didn't really give me a hard time at all, I couldn't get him to spin on me he really wanted nothing to do with me. I simply made a frontal catch put a snare on his mouth and taped him up. Then finally got him to expend some energy.... I didn't want to pull him out of the water until he was tired, because he'll usually go into a death roll and smash himself up on the concrete or, if he's not taped, bite the concrete or something so it's always better to make him expend that energy in the water where is not going to get banged up. He ended up being 8 feet 8 in, and didn't really give me a hassle at all, it was basically as smooth and easy as it ever gets. Thank you Lord, much appreciated. #gatorboysalligatorrescue #gatorboys #rescue #animal #alligator #gators #gator #paulbedard #evergladesholidaypark #everglades #crocodile #croc #greatful #nuisancealligator

Uma publicação compartilhada por Paul Bedard (@gatorboysalligatorrescue) em

 Apesar do tamanho, o animal era calmo e não ofereceu resistência para o especialista, que rapidamente retirou o jacaré do local e tirou diversas fotos abraçado no réptil. Em pouco mais de cinco dias, a postagem superou a marca de três mil curtidas.