Tamanho do texto

Lulu tinha contratado um matador profissional por 1,5 mil dólares – aproximadamente R$ 6 mil – para matar marido; casal estava se divorciando

IstoÉ

Casal envolvido em caso de morte arrow-options
Reprodução/Arquivo pessoal
O casal que morava em Houston, nos Estados Unidos, estava se divorciando

Um homem de 50 anos simulou a própria morte para revelar um plano da esposa em 2015 e, agora, decidiu contar sobre o caso. Ramon Sosa descobriu que a esposa, Lulu, tinha contratado um homem por 1,5 mil dólares – aproximadamente R$ 6 mil – para matá-lo. O casal, que morava na mesma casa em Houston, nos Estados Unidos, estava se divorciando.

Leia também: Homem invade loja, deixa xerox do rosto e sai sem roubar nada

De acordo com o jornal Extra , um homem identificado como Gustavo seria um matador profissional e foi contratado por Lulu para matar Ramon. Ela não sabia, porém, que o contratado e a futura vítima eram amigos. Gustavo gravou uma conversa sobre o plano e mostrou para o amigo.

O áudio foi mostrado para a polícia de Houston, mas foi considerado insuficiente. A polícia, então, sugeriu que Ramon simulasse a própria morte. O matador, na verdade um policial disfarçado , levou uma foto a Lulu do marido morto, ela foi presa após pagar pelo suposto crime e condenada a 20 anos de prisão.

Leia também: Jovem encontra "cérebro de rato" em caixa de suco na Inglaterra

“Quando descobri, fiquei muito irado, triste e confuso. Um misto de emoções, todas elas se enfrentando para ver qual seria a dominante. Eu ainda tinha que viver sob o mesmo teto com a pessoa que planejava a minha morte ”, disse Ramon ao tabloide The Sun .