Tamanho do texto

Acusada de conspiração por ter ocupado uma reserva natural, mulher diz ter sofrido danos causados por "trabalhos do diabo"

Acusada pelo governo dos Estados Unidos de conspiração, Shawna Cox decidiu processar o país por danos provocados pelo demônio. Ela alega que sofreu danos causados por "trabalhos do diabo". Como indenização, ela pede o sugestivo valor de U$ 666 bilhões – o número da besta – para reparar os danos causados a ela e seu grupo.

Como indenização pelos danos causados, ela pede o sugestivo valor de U$ 666 bilhões
Reprodução/Redes Sociais
Como indenização pelos danos causados, ela pede o sugestivo valor de U$ 666 bilhões

Shawna enfrenta acusações do governo americano de conspiração por ter liderado a ocupação a uma reserva natural que fica no estado do Oregon, nos Estados Unidos.

No processo, ela alega que foi vítima, junto a outros ocupantes, de inúmeros abusos cometidos por mercenários e agentes. Ela chegou a ser detida em janeiro, mas foi liberada alguns dias depois sob algumas condições e regras, como monitoramento por GPS.