Tamanho do texto

Um turista japonês, de 66 anos, morreu na última semana no Taj Mahal, na Índia, e se tornou a 12ª pessoa a morrer "de selfie"

De acordo com pesquisa, quatro das mortes durante autorretratos foram causadas por queda
Reprodução
De acordo com pesquisa, quatro das mortes durante autorretratos foram causadas por queda

Acredita-se que os tubarões podem ser vistos como o predador que mais mata na existência. Porém, há outra coisa que tem sido fatal e a causa da morte de muitas pessoas: a selfie.

Segundo um levantamento do site "Mashable", mais pessoas morreram neste ano ao tirar autorretratos do que atacadas por um tubarão. Um turista japonês, de 66 anos, morreu na última semana no Taj Mahal, na Índia, e se tornou a 12ª pessoa a morrer "de selfie". Ele estava tirando uma foto de si mesmo quando caiu de uma escada e não resistiu. Enquanto isso, houve oito ataques fatais de tubarões em todo o mundo.

De acordo com a pesquisa, quatro das mortes durante autorretratos foram causadas por queda. Posar para fotos sem perceber o local onde está e o que está acontecendo ao redor tem levado a proibição de tirar selfies em áreas públicas.

O parque Waterton Canyon em Denver, no Colorado (EUA), precisou fechar porque os visitantes não paravam de tirar selfies com ursos. Em alguns parques da Disney também foi proibido tirar fotos de si mesmo por questões de segurança. 

Enquanto 12 pessoas morreram ao tirar selfie, oito sofreram ataques de tubarão e morreram
Klaus Jost
Enquanto 12 pessoas morreram ao tirar selfie, oito sofreram ataques de tubarão e morreram