Tamanho do texto

Agências de notícias dizem que Ma Won Chun foi executado em 2014 por acusações que incluem "prática de corrupção"

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, teria mandado executar o arquiteto responsável pela obra do novo aeroporto do país por não ter gostado do projeto. As informações são do site britânico "The Mirror".

Leia todas as notícias do Mundo Insólito

Kim Jong Un e sua mulher passeiam em aeroporto da Coreia do Norte
Reprodução/Twitter
Kim Jong Un e sua mulher passeiam em aeroporto da Coreia do Norte

A máquina de propaganda da Coréia do Norte gastou dias na promoção do local em Pyongyang, que apresenta paredes de vidro elegantes e estações de café expresso. A agência de notícias estatal publicou uma apresentação com 30 fotos da última semana que mostravam Kim e sua mulher passeando no terminal internacional de dois andares no aeroporto de Pyongyang.

O projeto é a mais recente  tentativa do país atrair potenciais turistas desde que Kim subiu ao poder na Coréia do Norte e possui uma loja de jóias, café, farmácia, uma fonte de chocolate e outras amenidades de luxo.

Mas Ma Won Chun, que era diretor do Departamento da Comissão Nacional de Defesa e Projeção da Coreia do Norte até ter desaparecido, no ano passado, não foi visto em nenhuma das imagens divulgadas pela imprensa.

Chun foi o principal arquiteto por trás dos grandes projetos do governo da Coréia do Norte quando, junto com cinco outros funcionários de alto nível, teria sido executados por Kim. De acordo com agências de notícias que cobrem os países da Ásia-Pacífico, Ma foi executado em novembro 2014 "por práticas de corrupção e incapacidade de seguir ordens".

Sua morte coincidiu com um relatório explicando que as renovações aeroporto estavam sendo suspensos por causa da insatisfação de Kim.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.