Tamanho do texto

Drink proibido levou ainda mais de 40 para hospitais da região de Mumbai, segundo relatos da polícia; bebida é ilícita

Uma bebida alcoólica caseira, tóxica, matou pelo menos 94 moradores de uma favela e levou um total de 45 pessoas para hospitais, na capital financeira da Índia, Mumbai, de acordo com relatos da polícia, ontem. É a mais recente tragédia provocada por bebidas ilícitas. As informações são da agência Reuters.

Leia todas as notícias do Mundo Insólito

A polícia local prendeu cinco pessoas ligadas às mortes, que começaram na quarta-feira, em um bairro a oeste da cidade. "Mais de 150 pessoas consumiram essa bebida alcoólica. O número de mortos pode aumentar", disse Dhananjay Kulkarni, vice-comissário de polícia de Mumbai, acrescentando, também, que oito policiais foram suspensos por suspeita de negligência.

Bebidas alcoólicas artesanais, frequentemente contendo metanol industrial venenoso, são populares entre a população mais pobre da Índia, porque são baratas. Em 2011, mais de 140 pessoas morreram no Estado de Bengala Ocidental, no leste do país, por terem consumido bebidas alcoólicas caseiras.