Tamanho do texto

Roma, 12 ago (EFE).- Um detento iraquiano que estava em greve de fome contra sua pena morreu na cidade italiana de LAquila (centro), quando já havia decidido abandonar seu protesto, informou hoje a imprensa local.

O homem, de 40 anos e condenado a um ano e três meses de prisão por tentativa de assalto, perdeu a vida após ficar com o físico debilitado.

Levado para um hospital em 28 de maio, o detido se recusara a ficar internado até se curar.

Deputados decidiram saber do Governo se o detido foi adequadamente trtado pelos médicos, dos pontos de vista físico e psicológico, e se, com o agravamento de suas condições, recebeu o socorro necessário que teria sido capaz de evitar a sua morte. EFE cr/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.