Tamanho do texto

O candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, anunciou, nesta segunda-feira, um dia antes da eleição presidencial americana, que sua avó Madelyn Dunham faleceu de câncer, aos 86 anos.

"É com grande tristeza que anunciamos que nossa avó Madelyn Dunham morreu placidamente após uma batalha contra o câncer", disse Obama, em um comunicado conjunto com sua irmã, Maya Soetoro-Ng.

"Ela era a pedra angular da família, e uma mulher de extraordinárias conquistas, força e humildade", destacaram.

"Foi uma pessoa que nos estimulou e permitiu que nos realizássemos", completaram.

"Ela tinha orgulho de seus netos e bisnetos, e deixou este mundo consciente da influência significativa e duradoura que teve sobre todos nós. Nossa dívida com ela é incomensurável", escreveram Obama e sua irmã.

O candidato republicano à Casa Branca, John McCain, enviou suas condolências ao rival democrata.

"Oferecemos nossas mais profundas condolências a Barack Obama e sua família, e lamentamos a perda de sua querida avó", indicou a família McCain em um comunicado.

"Nossos pensamentos e orações vão para eles, neste momento em que lembram e celebram a vida de alguém que teve um impacto tão profundo em suas vidas", diz o texto, assinado por John e Cindy McCain.

Após interromper a campanha por alguns dias para visitar a avó doente no Havaí, Obama lamentou, estimando que ela poderia não viver para ver o dia da eleição.

A porta-voz da campanha de Obama, Linda Douglass, declarou que o candidato soube da morte da avó na manhã de hoje.

Madelyn Dunham, conhecida na família como "Toot", ajudou a criar Obama, que quase não conviveu com o pai, queniano.

Barack Obama, o pai, voltou para a África depois de se separar da mãe do candidato democrata, Ann, que também morreu de câncer, há dez anos.

Madelyn Dunham sofria de osteoporose e câncer. Sua saúde ficou ainda mais fragilizada recentemente, depois de ter fraturado a bacia.

"Nossa família gostaria de agradecer a todos aqueles que enviaram flores, cartões e orações neste difícil período", continua o comunicado.

"Isso trouxe para nossa avó e para nós grande conforto. Nossa avó era uma mulher reservada, e respeitaremos seu desejo de uma pequena e privada cerimônia fúnebre", acrescenta.

"Ao invés de flores, pedimos que façam uma doação a qualquer organização que trabalhe na busca de uma cura para o câncer", conclui a nota.

Os avós maternos de Obama serviram no Exército durante a Segunda Guerra Mundial. Madelyn Dunham trabalhou em uma fábrica de bombardeiros.

col/tt/ap/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.