Tamanho do texto

Operação liberta todos os 21 tripulantes e termina com a morte de oito somalis

Oficiais da Marinha da Coreia do Sul invadiram nesta sexta-feira um cargueiro do país que havia sido sequestrado por piratas há uma semana. A tripulação foi resgatada em uma ação que terminou com a morte de oito piratas somalis.

De acordo com o coronel Lee Bung-Woo, porta-voz das Forças Armadas sul-coreanas, todos os 21 tripulantes foram resgatados. Além dos oito piratas mortos, outros cinco foram presos.

Oficiais da Marinha da Coreia do Sul libertam tripulação de cargueiro sequestrado por piratas
AP
Oficiais da Marinha da Coreia do Sul libertam tripulação de cargueiro sequestrado por piratas

O coronel afirmou que o capitão do navio foi baleado no estômago, mas que ele não corre risco de vida. "A operação mostrou a forte decisão do nosso governo de nunca negociar com piratas", acrescentou.

O cargueiro, batizado de Samho Jewelry, foi sequestrado em 15 de janeiro quando navegava entre Omã e a Índia, com destino ao Sri Lanka. O resgate aconteceu 1.300 quilômetros ao nordeste da Somália.

Recorde

O número de pessoas sequestradas por piratas em embarcações no ano passado foi o maior já registrado, segundo relatório do Serviço Marítimo Internacional (IMB, na sigla em inglês). De acordo com a organização, 1.181 navegantes foram capturados no ano passado, e oito foram mortos. No total, 53 navios foram sequestrados. Segundo o IMB, ligado à Câmara Internacional de Comércio (ICC), houve 445 ataques a embarcações em 2010, um aumento de 10% em relação ao ano anterior.

O número de reféns de piratas vem subindo nos últimos anos - de 188 em 2006 para 1.050 em 2009 e 1.181 no ano passado. Segundo o IMB, os sequestros promovidos por piratas na costa da Somália foram 92% do total no ano passado, com 49 embarcações e 1.016 navegantes capturados. Até 31 de dezembro, 28 embarcações e 638 pessoas permaneciam reféns de piratas na Somália.

Com AFP e BBC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.