Tamanho do texto

Dois réus, condenados como homicidas, foram enforcados nesta terça-feira no Japão, país que registra 15 execuções em 2008, um número recorde em mais de 30 anos.

"As execuções foram ordenadas depois que examinamos várias vezes os casos de maneira prudente e apropriada", declarou o ministro da Justiça, Eisuke Mori, que autorizou assim os primeiros enforcamentos desde que assumiu o cargo, há pouco mais de um mês, no governo do primeiro-ministro Taro Aso.

Michitoshi Kuma, 70 anos, foi condenado a morte pelo seqüestro e assassinato de duas meninas de sete anos em 1992, na cidade de Fukuoka (oeste).

Masahiro Takashio, 55 anos, esfaqueou até a morte uma idosa e sua filha em 2004 para praticar um assalto na cidade de Fukushima (norte).

No decorrer de 2008 o Japão registra 15 execuções, número próximo do recorde de 17 em 1975.

Desde 25 de dezembro de 2006, quando foi suspensa a moratória de 15 meses da aplicação da pena capital, 28 pessoas foram executadas no país.

oh/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.