Tamanho do texto

Cairo, 7 abr (EFE).- O primeiro-ministro libanês, Fouad Siniora, discutiu hoje com o secretário-geral da Liga Árabe, Amre Moussa, uma forma de tirar seu país do vácuo presidencial que enfrenta atualmente.

Siniora chegou ontem ao Cairo no começo de uma viagem pela região que também o levará à Arábia Saudita, um de seus aliados mais firmes.

"Abordamos os esforços que estão sendo realizados para resolver a crise libanesa e os futuros contatos neste sentido com a Síria, Arábia Saudita e Egito, assim como com outros Estados árabes", declarou Moussa em comunicado divulgado pela Liga Árabe.

Moussa afirmou que a missão imediata de sua organização é encontrar a forma de " colocar as relações sírio-libanesas no caminho correto".

O diplomata egípcio disse que não recebeu um pedido do Líbano para reunir a Liga Árabe em caráter de emergência para abordar o vácuo presidencial existente em seu país, que está sem chefe de Estado desde que Emil Lahoud deixou o cargo em novembro do ano passado após o final de seu mandato.

Por outro lado, Siniora afirmou que seu Governo quer que todos os Estados árabes desempenhem um papel em diminuir a crise em seu país e disse que defende "relações excelentes e elimina a tensão nestas relações".

O Governo de Siniora boicotou a cúpula árabe realizada no mês passado em Damasco e não enviou nenhum representante à reunião. EFE nq/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.