Tamanho do texto

O Fundo Monetário Internacional (FMI) confirmou neste sábado que está investigando se seu diretor, o francês Dominique Strauss-Kahn, abusou de sua posição em um suposto relacionamento com uma subordinada. O inquérito foi pedido por um integrantes da gerência da instituição, que pediram a uma firma independente que conduza os trabalhos, disse um porta-voz do Fundo.

Em nota, Strauss-Khan negou que tenha abusado de sua posição, e afirmou que está cooperando com o inquérito.

Benefícios

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.