Tamanho do texto

Não resta um só georgiano na Ossétia do Sul e Abkházia, afirmou a ex-chanceler deste país Salomé Zurabichvili, em uma entrevista à rádio francesa Europe 1 sobre uma suposta limpeza étnica após a ocupação russa.

"Houve um êxodo completo das populações de origem étnica georgiano dos dois territórios separatistas", declarou Zurabichvili.

"É possível jogar com as palavras e chamar isto como se quiser", destacou, depois da Geórgia ter acusado a Rússia na Corte Internacional de Justiça de Haia de "limpeza étnica" na Ossétia do Sul e Abkházia.

A Geórgia calcula em 150.000 o número de georgianos deslocados desde a intervenção militar russa na Ossétia do Sul em 8 de agosto, em resposta a uma fracassada tentativa de Tbilisi de recuperar o controle do território separatista.

lpt/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.