Tamanho do texto

Bogotá, 6 out (EFE).- Um total de 2.

612 guerrilheiros colombianos entregou as armas até setembro passado, mês em que se desmobilizaram 374 rebeldes, entre eles 40 menores de idade, informou hoje o Governo da Colômbia.

Um relatório do Programa de Atendimento Humanitário ao Desmobilizado (Pahd) afirmou que, dos desmobilizados em setembro passado, 346 pertenciam às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc); 23, ao Exército de Libertação Nacional (ELN) e cinco a grupos dissidentes.

Os agora ex-combatentes decidiram se entregar em unidades militares e policiais, em defensorias municipais e perante organismos de assistência social, em diversas regiões, acrescentou o relatório oficial.

Desde 7 de agosto de 2002, quando o presidente colombiano, Álvaro Uribe, iniciou seu primeiro mandato, 17.068 combatentes decidiram abandonar a luta armada. EFE rrm/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.