Tamanho do texto

Um cientista americano que se matou na semana passada foi o único responsável pela série de ataques fatais com antraz ocorrida em 2001, apontam documentos do FBI (polícia federal americana) divulgados nesta quarta-feira. Nós consideramos (Bruce) Ivins a única pessoa responsável por aqueles ataques, disse o promotor federal Jeffrey Taylor, em entrevista coletiva, logo após a divulgação dos documentos.

O FBI cita, entre outras provas que incriminariam Ivins, o fato de que ele controlava sozinho a substância RMR1029 (usada nos ataques) e de ele não ter conseguido explicar as horas extras que passava no laboratório.

Os documentos indicam que Ivins tinha esporos de antraz com "determinadas mutações genéticas idênticas" àquelas usadas no único ataque biológico fatal a ocorrer em solo americano".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.