Tamanho do texto

Assunção, 20 abr (EFE).- O ex-vice-presidente paraguaio e líder da dissidência do Partido Colorado, Luis Castiglioni, afirmou hoje que seu partido, que governa o país há seis décadas, sofre de uma infecção grave.

Castiglioni, que lidera o Movimento Vanguarda Colorada, se declarou vítima de fraude nas eleições internas "coloradas" de dezembro passado, nas quais a ex-ministra da Educação, Blanca Ovelar, ganhou a candidatura presidencial pelo partido governista.

Ovelar, apoiada pelo chefe de Estado, Nicanor Duarte, representa a candidatura do Governo nos pleitos presidenciais e legislativos realizados hoje no Paraguai.

"Vou continuar lutando para que a democracia autêntica impere no Paraguai, para que as leis sobressaiam contra todo tipo de poder absoluto e de tentativa de autoritarismo", declarou Castiglioni. EFE lb/bf/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.