Tamanho do texto

Joyce Davini Nishiyama estava almoçando quando terremoto atingiu Tóquio, onde mora há 11 anos

selo

Imagem feita pela brasileira pelo celular
Joyce Davini Nishiyama
Imagem feita pela brasileira pelo celular
A brasileira Joyce Davini Nishiyama, 31 anos, estava no 12º andar de um prédio na região central de Tóquio quando aconteceu o primeiro terremoto , por volta das 14h46 locais (02h46 em Brasília).

"Estava almoçando sozinha e começou a tremer tudo. Achei que ia parar, mas como continuou, saí correndo", contou à BBC Brasil. "Quando abri a porta do escritório, um armário caiu na minha frente. Fiquei paralisada, olhando tudo cair a minha volta."

O medo de Joyce era de que o edifício ruísse. "Fiquei com muito medo mesmo do prédio todo cair", fala. Há 11 anos no Japão, Joyce diz que pegou as coisas e desceu pelas escadas. "As paredes estavam rachadas em vários andares", lembra.

Assustada, ela voltou à pé para casa, já que o transporte público parou na capital japonesa. "Demorei duas horas e meia para chegar em casa", conta ela, que foi registrando com seu celular as cenas de destruição pelas ruas.

"Na hora do terremoto não consegui fazer e nem pensar em nada, só fiquei rezando e pedindo para parar", diz Joyce, que pensou seriamente em voltar à terra natal. "Nessas horas, a primeira coisa que passa pela nossa cabeça é voltar para o Brasil."